medicina_200

iot

MEMÓRIA DO DEPARTAMENTO DE ORTOPEDIA
E TRAUMATOLOGIA

Linha do tempo da História e Criação do Departamento
de Ortopedia e Traumatologia


1912

  • A Lei nº 1357, de 19 de novembro; do Presidente da Província de São Paulo, Francisco de Paula Rodrigues Alves, implanta a Faculdade de Medicina e Cirurgia de São Paulo.

1913

  • O Decreto nº 2344, de 31 de janeiro, estabelece o regulamento da Faculdade.
  • Em 02.04, o Professor Edmundo Xavier profere a primeira aula do curso, na Escola Politécnica de São Paulo.

1917

  • Neste ano, Luiz Manoel de Resende Puech assume o cargo de Assistente da Clínica Pediátrica e passa a atuar na Clínica Ortopédica e Cirurgia da Santa Casa de Misericórdia de São Paulo, como chefe da Clínica Cirúrgica da Enfermaria de Crianças. Fora instituído o embrião da futura Ortopedia e Traumatologia.

1918

  • É formada a primeira turma da Faculdade de Medicina de São Paulo, composta por 28 médicos, incluindo duas alunas.

1920

  • Em 25 de janeiro é lançada a pedra fundamental da sede própria da Faculdade de Medicina , em frente ao cemitério do Araçá, em Pinheiros.

1925

  • Luiz Manoel de Rezende Puech é indicado a Professor Catedrático da 29ª Cadeira de Clínica Ortopédica e Cirurgia Infantil, da Faculdade de Medicina de São Paulo.

1926

  • É ministrado o curso de Clínica Ortopédica e Cirurgia Infantil no 6º ano, correspondente à 29ª Cadeira do currículo da Faculdade de Medicina.

1926 / 1930

  • A 29ª Cadeira Clinica Ortopédica e Cirurgia Infantil funcionou nas enfermarias da Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo.

1931

  • predioEm 15 de Março é inaugurado o prédio da Faculdade de Medicina de São Paulo para abrigar as cadeiras básicas.
  • Transferência da 29ª Cadeira – Clinica Ortopédica e Cirurgia Infantil, para o Pavilhão Fernandinho da Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo.

1934

  • Em 25 de Janeiro, através do Decreto nº 6283, a Faculdade de Medicina passa a integrar a Universidade de São Paulo (FMUSP).

1938

  • No mês de Novembro iniciam-se as obras de construção do prédio do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo – HC FMSUP.

1939

  • Em 4 de Janeiro faleceu o Prof. Luiz Manoel de Rezende Puech. Abre-se vaga de Professor Catedrático. Desde então até a presente data, foram realizados no Departamento dez concursos para preenchimento de vagas de Professores Catedráticos, Titulares ou pela criação de novas disciplinas.

1940

  • Transferência da 29ª Cadeira Clinica Ortopédica e Cirurgia Infantil, do Pavilhão Fernandinho, para a 5ª Cirurgia de Homens da Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo, funcionando até 1944, ano de inauguração do Hospital das Clínicas.

1944

  • Em 26 de Outubro, atendendo à solicitação do Prof. Francisco Elias de Godoy Moreira, a Congregação muda a denominação de 29ª Cadeira Clínica Ortopédica e Cirurgia Infantil para Clínica Ortopédica e Traumatológica (COT), pelo Decreto-Lei 14.256 de 26.10.1944, passando a funcionar no 4º e no 5º andar do Hospital das Clínicas.
  • Em 19 de Abril foi inaugurado, oficialmente, o prédio do Hospital das Clínicas. Em 28 de março, antes mesmo da inauguração oficial do prédio, o Professor Francisco Elias de Godoy Moreira operou o paciente Saturnino Bueno Filho, portador de tuberculose do joelho direito; foi o primeiro paciente operado no HC e recebeu o registro número 1.
  • Em 22 de Abril é realizada a primeira cirurgia no Ponto Socorro do Hospital das Clínicas, pelo Professor Flávio Pires de Camargo; o paciente Pedro Calvo, registro número 39, vítima de atropelamento por trem, apresentava esmagamento da perna esquerda e foi submetido à amputação no terço médio da mesma.
  • Em 10 de maio foi realizada a primeira Reunião Científica sob a Presidência do Prof. Godoy Moreira, sobre poliomielite anterior aguda.
  • Iniciam-se as atividades da Oficina Ortopédica do HCFMUSP, com 8 funcionários.

1950

  • O Banco de Osso da Clínica Ortopédica e Traumatológica foi criado, para ser um Centro de Captação e Distribuição de Osso.

1951/1952

  • 17.08.1951 a Clínica Ortopédica e Traumatológica iniciou suas atividades ambulatoriais em prédio próprio, em caráter experimental. Em 13.02.1952 foram internados os primeiros pacientes.

1953

    • Em 31 de julho foi inaugurado oficialmente o prédio do Instituto de Ortopedia e Traumatologia, então Clínica Ortopédica e Traumatológica, compreendendo um edifício de 10 andares e um anexo de três andares, com área cerca de 20.000 m2.

 

 
 godoymoreira 

 

  • Transferência com ampliação e adequação da área física da Oficina Ortopédica do Hospital das Clínicas para o andar térreo e subsolo. Esta oficina foi responsável pela formação inicial de recursos humanos especializados em próteses e órteses, precursora no Estado, na área. A mesma funcionava em caráter provisório no HC.

1959

  • 18.12 – cria-se o Instituto de Reabilitação – IR, pela Lei nº 5029, anexado à então Cadeira de Ortopedia e Traumatologia da Faculdade de Medicina. O Instituto tinha por finalidade a reabilitação integral, física, social, psicológica e profissional do incapacitado, proporcionando meios para seu emprego na comunidade, além do ensino e pesquisa no campo da reabilitação.
  • Criado o livro informativo dos Programas Anuais dos cursos normal e de aperfeiçoamento de Ortopedia e Traumatologia, além das reuniões semanais com exposição de temas e discussão de casos.

1960

  • Cria-se o Centro de Estudos Godoy Moreira – CEGOM, com o objetivo de continuar com as reuniões científicas semanais, de forma sistematizada. Em 18.06.1993 o Centro de Estudos Godoy Moreira foi registrado oficialmente.

1972/1973

  • Iniciada em Suzano a construção da Unidade de Paraplégicos, inaugurada em 1973 com 50 leitos de retaguarda para continuidade de tratamento dos pacientes paraplégicos, oriundos do Instituto.

1974

  • 21.05 – inaugurado o novo ambulatório do Instituto, em prédio anexo, com 2080 m2 de construção.

1975

  • 05.12 – criada a Associação dos Ex-Estagiários de Ortopedia e Traumatologia – AEOT, coincidindo com o 30º aniversário da Criação do Programa de Residência Médica em Ortopedia e Traumatologia.

1977

  • Criado em 20.04, pelo Decreto 9720, o Laboratório de Biomecânica do Aparelho Locomotor, que integra o conjunto de Laboratórios de Investigação Médica do Hospital das Clínicas.
  • 24.04 – o Decreto-Lei 9720 regulamentou o funcionamento do Hospital das Clínicas; o Instituto de Ortopedia e Traumatologia passou a funcionar como um dos Institutos isolados do complexo hospitalar do Hospital das Clínicas FMUSP.

1981

  • Criado o Laboratório de Marcha para avaliação das funções locomotora.

1987

  • 06.01 – falece o Prof. Francisco Elias de Godoy Moreira.
  • 03.09 – por meio da Resolução da Comissão Interinstitucional da Saúde de nº 62, do Ministério da Saúde, o Instituto de Ortopedia e Traumatologia do Hospital das Cínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo, foi credenciado como unidade deste sistema.
  • 31.10 – os Ministérios da Saúde e Previdência Social criam o Sistema Integrado de Reabilitação, Ortopedia e Traumatologia – SIRTO, com a finalidade de estabelecer normas técnicas e rotinas que regulem a prática nas especialidades que o compõem (Ortopedia e Traumatologia), regulando também, o uso de equipamentos e instrumental adequado.

1988

  • Desde 1985, os Ministérios da Saúde e da Previdência Social cogitavam o estabelecimento de um Sistema Integrado de Reabilitação, Ortopedia e Traumatologia de âmbito nacional (SIRTO), através da criação de serviços de referência no País. O Instituto de Ortopedia e Traumatologia do Hospital das Clínicas foi um dos centros referendados.

1989

  • 20.09 – realizou-se a 2000ª reunião científica promovida pelo Centro de Estudos Godoy Moreira – CEGOM.

1990

  • 13.08 – através do Decreto nº 13.122 o Instituto de Ortopedia e Traumatologia recebeu oficialmente nova denominação: Instituto de Ortopedia e Traumatologia “Prof. Francisco Elias de Godoy Moreira”.

1991

  • Inaugurado o 5º andar Ala A, com 16 apartamentos, destinado á área de saúde suplementar.

1993

  • Ampliando os objetivos do Banco de Osso de 1950, o Banco de Tecidos foi criado com a finalidade de captar e processar além de tecido ósseo, também cartilagens, fáscias e ligamentos.
  • Criado o Centro de Recuperação Pós-Cirúrgico.
  • Inaugurado o Laboratório de Estudos do Movimento – LEM, como parte do Laboratório de Biomecânica. Na época o mais importante centro de pesquisa na área de Medicina Esportiva, montado com aparelhagem moderna em parceria com o Ministério dos Transportes.

1994

  • 11.01 – falece o Prof. João Delfino Michaelson Bernardo de Alvarenga Rossi.
  • Ampliação da área da Divisão de Medicina Física e Reabilitação, instalada no 1º andar Ala C.
  • Criada a área de Terapia Ocupacional do IOT.
  • Criado o Centro de Pesquisa e Treinamento no 8º andar, com áreas para Microcirurgia, Artroscopia, Laboratório de Estudos do Traumatismo Raquimedular e Nervos.
  • Criada área administrativa para atendimento de saúde suplementar, instalada no 1º andar Ala C .
  • Criada e instalada a Assessoria de Imprensa, no 3º andar Ala A.
  • Transferência da Divisão de Prótese e Órteses juntamente com o Laboratório de Biomecânica, para área mais ampla no subsolo, com objetivo de integração de suas atividades.
  • Reestruturação da área do Almoxarifado, instalado no subsolo.

1995

  • Criada a Área de Pesquisas Biológicas contendo sala para biotério, centro cirúrgico experimental, quarentena e área de apoio, instalada no subsolo.
  • Criada na Divisão de Medicina Física e Reabilitação as escolas de coluna, LER/DORT, fibromialgias, osteoporose, cuja atividades se iniciaram em 1996.
  • Reforma e ampliação do Serviço de Radiologia do IOT, com instalação de um equipamento de densitometria óssea por raio X e um tomográfo computadorizado, instalado no 4º andar Ala A. Em abril de 2010 houve a transferência para nova área da Ala A do andar térreo do IOT, com modernas instalações e equipamentos de última geração.

1996

  • Em fevereiro foram inauguradas as instalações da primeira Unidade de Terapia Intensiva em Ortopedia e Traumatologia – UTI’s, com oito leitos e que integra o conjunto de UTI’s do HCFMUSP, estando associada à Disciplina de Emergências da FMUSP. Esta Unidade de Terapia Intensiva continua instalada no 1º andar Ala A, e é centro de referência para o tratamento de pacientes com lesão medular, politraumatizados e pacientes com sequelas de paralisia infantil.
  • Criado o Laboratório de Artroscopia, em parceria com a Zimmer Internacional, sendo o primeiro Laboratório de Artroscopia do Brasil, com o objetivo de treinar médicos e residentes em artroscopia e desenvolver pesquisa científica na área.
  • 15.05 – criada a Comissão Científica, órgão assessor e consultivo do Conselho do Departamento de Ortopedia e Traumatologia da FMUSP.
  • 27.09 – criada a Fundação Ortopedia, com a finalidade de estimular trabalhos e pesquisas, através de apoio material e remuneração ao pesquisador, além de patrocinar o desenvolvimento de novos equipamentos, sistemas e processos na área de sua atuação.
  • Instalação de ambulatório com cinco consultórios e uma sala de espera para atendimento da área de saúde suplementar, no 1º andar Ala C.
  • Reforma do Anfiteatro Flávio Pires de Camargo, localizado no 7º andar, Ala B, com instalação de ar condicionado e sistema moderno de multimídia.
  • Reforma e adequação do Museu de Anatomia Patológica, 7º andar Ala A, atualmente desativado.
  • Inauguração das novas instalações da Unidade de Terapia Intensiva, 1º andar Ala B, com 8 leitos.
  • Inicio da Campanha Mergulho em Água Rasa – Risco de Tetraplegia, pela Disciplina de Afecções da Coluna Vertebral.
  • Criado os Grupos Interprofissionais, espelhados no grupo de Paralisia Cerebral (geriatria, medicina esportiva, joelho, mão e microcirurgia).

1997

  • Reforma do Hall Central, criando espaço útil para eventos. Anexado a mesmo área externa, em cuja parede há cópia da pedra existente na gliptoteca de Copenhagen, Dinamarca, na qual o Príncipe Ruma faz oferendas à Deusa Astarte, da Mitologia Egípcia. A imagem mostra que o Príncipe era portador de sequela de paralisia infantil no membro inferior esquerdo.
  • Reestruturação e atualização parcial da área Administrativa do Instituto, no 3º andar Ala A.
  • Modernização da área do Serviço de Biblioteca e Documentação Científica e Didática, Ala B do 3º andar.
  • Instalação de auditório com 20 lugares, na área Central do 4º andar.
  • Inicio das atividades do Laboratório Rotary de Microcirurgia, com o objetivo de aprimorar profissionais médicos nas técnicas microcirúrgicas e desenvolver pesquisa na área, buscando a preservação do membro, após graves acidentes. Foi instalado no 8º andar Ala B.
  • Publicado Decreto Estadual 41.681 de 02.04, que oficializa o Centro de Atendimento ao Traumatismo Raquimedular (CENATRA), como Divisão Técnica da Saúde da Secretaria da Saúde do Estado de São Paulo. Foi o primeiro Centro Nacional de referência para atendimento especializado ao traumatismo raquimedular.
  • Oficializa-se a Comissão de Projetos do Conselho Diretor, com a finalidade de elaborar os projetos de infra-estrutura e viabilizá-los através da captação de recursos junto às agências financiadoras oficiais.

1998

  • Contratação de corpo próprio de anestesistas para o IOT, ligado cientificamente à Cadeira de Anestesiologia da FMUSP.
  • Criada a Coordenadoria de Relações Públicas, instalada no 3º andar Ala . Em 2009 passou a ser denominada Centro de Comunicação Institucional, abrangendo as áreas de Relações Públicas, Assessoria de Imprensa e Marketing Institucional.
  • Implantação do Serviço de Instrumentação Cirúrgica com contratação e treinamento de profissionais habilitados, sob a supervisão da Divisão de Enfermagem do IOT.
  • Instalação do Grêmio Recreativo dos Funcionários do IOT – GREFIOT, no subsolo do prédio anexo.
  • Ampliação e modernização do antigo Laboratório de Anatomia Patológica, instalada no 8º andar, cujas atividades se iniciaram em 1945. Seu objetivo inclui a organização e supervisão do Museu de Anatomia Patológica do IOT.
  • Instalado o Laboratório de Estudos do Traumatismo Raquimedular (LETRAN), no 8º andar Ala B, vinculado ao CENATRA. Desenvolve pesquisas experimentais na área de reconstrução nervosa e técnicas terapêuticas com o emprego de células-tronco, fatores de crescimento e engenharia de tecidos.

1999

  • 24.03 – faleceu o Prof. Flávio Pires de Camargo.
  • Criado o Centro de Atendimento ao Usuário do IOT – CAU, instalada no andar Térreo, seguindo determinação da Superintendência do HC. Posteriormente esta mesma área passou a ser identificada como Ouvidoria.
  • Instalada a Unidade de Faturamento e Cobrança da área de saúde suplementar. Esta área mais tarde recebeu o nome de Unidade de Planejamento e Gestão – UPG.
  • Modernização do Serviço do Arquivo Médico, instalado no piso intermediário entre subsolo e térreo.
  • Ampliação do Serviço de Cirurgia Buco-Maxilo-Facial, instalado no 1º andar Ala C.
  • Reforma e modernização da área física da Residência Médica, instalada no 8º andar Ala B.
  • Criada área do Hospital Dia com capacidade de 10 leitos, para atender pequenas cirurgias com permanência dos pacientes, limitada a um dia.

2002

  • Transferência do Serviço de Buco-Maxilo-Facial para o Hospital das Clínicas, obedecendo orientação do Conselho Federal de Medicina.

2003

  • Criadas no Departamento cinco novas disciplinas – Afecções da Coluna Vertebral, Ortopedia Pediátrica, Ortopedia Geral, Ortopedia Especializada, Traumatologia da Mão e Microcirurgia.

2005

  • 03.05 – inaugurado o novo prédio do Pronto Socorro de Ortopedia e Traumatologia, cuja denominação é Núcleo de Atendimento ao Trauma Ortopédico de Alta Complexidade (NATO).

2006

  • 14.12 – inaugurado o Laboratório de Bioengenharia e Tecnologia Assistiva, com o objetivo de produzir cadeiras de rodas específicas para os tipos de deformidades dos pacientes cadeirantes; transferido posteriormente para o Instituto de Reabilitação (INREA).
  • 05.06 – o agendamento de consultas do IOT passa a ser pelo Call Center da Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo – SES.

2007

  • 05.12 – inaugurado o Centro de Pesquisa Clínica do IOT, destinado a realizar pesquisas com medicamentos e materiais especiais, que ainda se encontram em investigação quanto à eficácia clínica.

2009

  • Indexação da Revista Acta Ortopédica Brasileira na base de dados ISI.
  • 25.05 – realizado o credenciamento de 21 Assistentes Doutores do IOT como Professores Colaboradores da FMUSP, pelo período de dois anos.
  • Criado site do Instituto/Departamento de Ortopedia e Traumatologia, com informações institucionais e acadêmicas.

2010

  • 19.03 – ampliação, modernização e transferência do Laboratório de Artroscopia para o prédio anexo.
  • Em agosto foi inaugurado o Centro de Microcirurgia e Cirurgia da Mão. É o primeiro Centro do gênero do País a contar com equipes especializadas de plantão, atendendo 24 horas, todos os dias.
  • 01.10 – o Instituto de Ortopedia e Traumatologia através da Disciplina de Medicina do Esporte, recebe acreditação como Centro Médico de Excelência da FIFA.

2011

  • 29.07 foi Inaugurada a ACIS – Associação de Convivência Integrada dos Servidores do IOT.
  • 04.08 a Folha de Ortopedia e Traumatologia passa a ser disponibilizada na versão online, acompanhando a nova cultura digital www.revistafort.com.br.
  • Em 11.11 foi lançado o Livro Clínica Ortopédica e Traumatológica que faz parte do Projeto Editorial da FMUSP, e conta com a participação de todo o Corpo Clínico do IOT, além de equipe multiprofissional.
  • A Divisão de Enfermagem recebe o Prêmio Gestão com Qualidade: Dimensão Hospitalar, oferecido pelo COREN-SP e que integra um extenso e completo planejamento de ações formuladas pelo Programa Gestão com Qualidade (PGQ).

2012

  • Em 04.05 foi realizada, no Teatro da FMUSP, a Reunião Científica 3.000, sob a Direção dos Professores Titulares Tarcisio Eloy Pessoa de Barros Filho, Olavo Pires de Camargo e Gilberto Luis Camanho. O evento contou com a  participação de todo Corpo Clínico do IOT, além de Professores Eméritos. Foram realizadas 13 apresentações dos chefes de grupos especializados e três apresentações dos Professores Titulares.
  • O Instituto de Ortopedia e Traumatologia, através de um protocolo de pesquisa, realiza transplante de cartilagem em joelho, técnica inédita no país.

 
2013

  • Em 31.07 o IOT completou 60 anos. Com uma agenda recheada de programação, no início de julho inaugurou a Exposição Fotográfica “60 anos de Histórias de Vidas”. Também fez parte da programação uma palestra especial para os funcionários com Dráuzio Varella.

 
2014

  • O IOT realiza cirurgia inédita no SUS para tratar a hérnia de disco na coluna lombar de forma menos invasiva. A cirurgia é endoscópica e dura apenas 30 minutos. O paciente recebe alta no mesmo dia.

2015

  • No dia 8 de janeiro o IOT  recebeu a Acreditação da ONA – Organização Nacional de Acreditação, certificando a qualidade de nossa gestão e assistência ao paciente.

 

Histórico / Objetivos Iniciais


Parte I

1939

Primeiro concurso – 8 a 22 de setembro
Vaga: Professor Catedrático
Candidatos: Domingos Define, Francisco Elias de Godoy Moreira e Orlando Pinto de Souza
É indicado pela Banca Examinadora o candidato Francisco Elias de Godoy Moreira, que exerce o cargo até 1966, quando se afasta voluntariamente, antes de sua aposentadoria compulsória.

1968

Segundo concurso – 16 a 19 de setembro
Vaga: Professor Catedrático
Candidatos: Flavio Pires de Camargo e Luiz Gustavo Wertheimer; este desistiu do concurso na véspera
É indicado pela Banca Examinadora o candidato Flávio Pires de Camargo.
O Prof. Pires de Camargo aposentou-se em 1985.

1986

Terceiro concurso – 28 e 29 de julho
Vaga: Professor Titular
Candidato: Manlio Mario Marco Napoli
É indicado pela Banca Examinadora o candidato único
O Professor Manlio Napoli aposentou-se em 1991.

1990

Quarto concurso – 9 de abril
Vaga: Professor Titular
Candidato: João Delfino Michaelson Bernardo de Alvarenga Rossi
É indicado pela Banca Examinadora o candidato único
O Professor João Rossi faleceu em 11 de janeiro de 1994, no exercício do cargo.

1993

Quinto concurso – 1 a 4 de fevereiro
Vaga: Professor Titular
Candidatos: Tarcisio Eloy Pessoa de Barros Filho, Roberto Guarniero, Osny Salomão, Aldo Fazzi e Ronaldo Jorge Azze
É indicado pela Banca Examinadora o candidato Ronaldo Jorge Azze.
O Prof. Azze aposentou-se em 2002.

1996

Sexto concurso – 5 a 7 de fevereiro
Vaga: Professor Titular
Candidatos: Osny Salomão, Tarcisio Eloy Pessoa de Barros Filho e Marco Martins Amatuzzi
É indicado pela Banca Examinadora o candidato Marco Martins Amatuzzi.
O Prof. Amatuzzi aposentou-se em 2005.

2003

Sétimo concurso – 24 de junho
Vaga: Professor Titular
Candidato: Tarcisio Eloy Pessoa de Barros Filho
É indicado pela Banca Examinadora o candidato único.

2005

Oitavo concurso – 12 e 13 de setembro
Vaga: Professor Titular
Candidatos: Arnaldo Valdir Zumiotti e Roberto Guarniero
É indicado pela Banca Examinadora o candidato Arnaldo Valdir Zumiotti; o mesmo acha-se afastado do cargo por motivo de saúde.

2006

Nono concurso – 17 e 18 de outubro
Vaga: Professor Titular
Candidatos: Gilberto Luis Camanho e Olavo Pires de Camargo
É indicado pela Banca Examinadora o candidato Olavo Pires de Camargo.

2010

Décimo Concurso – 6 e 7 de abril
Vaga: Professor Titular com base no Programa da Área de Medicina Esportiva
Candidatos: Arnaldo José Hernandez e Gilberto Luís Camanho
É indicado pela Banca Examinadora o candidato Gilberto Luís Camanho.

Estado Atual do Departamento


O Departamento de Ortopedia e Traumatologia conta com a força de trabalho de:

    • 3 Professores Titulares

prof1 prof3

Prof. Tarcisio E. P. Barros Filho
Professor Titular

Prof. Olavo Pires de Camargo
Professor Titular

Prof. Gilberto Luis
Camanho
Professor Titular

  • 7 Professores Associados
  • 3 Professores Doutores
  • 3 Professores Titulares Eméritos vivos
  • 14 Orientadores
  • 21 Professores-Colaboradores

Número médio anual de alunos

  • 560 alunos de graduação e prática profissionalizante
  • 9 alunos de disciplinas optativas
  • 10 alunos de iniciação científica
  • 30 alunos em Pós-Graduação

Número médio anual de residentes

  • 70 médicos residentes

Número total de pós-graduados titulados

  • 187 mestres
  • 107 doutores

Médicos residentes formados a partir de 1945

  • 288 médicos residentes

predionovo_400O Departamento de Ortopedia e Traumatologia está diretamente ligado ao Instituto de Ortopedia e Traumatologia do Hospital das Clínicas da FMUSP, que conta com uma área física construída de 25.000 m2, dividida em dois edifícios;o principal com dez andares e o outro com três.

Número de Leitos

  • 146 leitos
  • 2 leitos de longa permanência – pacientes portadores de sequela de paralisia infantil, ilegíveis para tratamento cirúrgico, desde a fase aguda
  • 11 Salas de Cirurgia
  • 1 Centro Diagnóstico

Número de atendimento ambulatorial e do Pronto Socorro de Traumatologia (PST)

    • Consultas PST – Sistema Único de Saúde – 30.533
    • Consultas PST – Assistência Médica Suplementar – 998
    • Consultas SUS – Sistema Único de Saúde – 76940
    • Consultas AMS – Assistência Médica Suplementar – 15100

novidade_400

Força de trabalho do Instituto de Ortopedia

  • 965 funcionários, dos quais 156 médicos
  • 81 funcionários da Fundação Faculdade de Medicina
  • 146 funcionários terceirizados.